top of page
  • lacosescolatf

Dica de série: BloodLine - Redes de lealdade familiar

O seriado BloodLine, que se inicia com a chegada do filho mais velho à festa de comemoração do aniversário do patriarca da família, tem como tema central a questão da lealdade familiar.


Claramente, se percebe o desconforto de todos com a chegada do filho primogênito, tido como uma pessoa problemática, e o quanto sua presença representa uma ameaça diretamente o mito da "família perfeita", e que os demais membros tentam - a todo custo -, sustentar.


O conceito de redes de lealdade multipessoal implica na existência de expectativas de grupo estruturadas, às quais todos os seus membros se comprometem. Tais redes de lealdade nas famílias estão intimamente ligadas às conexões interpessoais que são expressas por meio de alianças, cisões e formação de subgrupos.


Portanto, nesta rede de relações há aqueles que são tidos como adequados ao padrão familiar estabelecido e há os que são rotulados como outsiders. Neste último caso, a escolha do bode expiatório é determinada pela lealdade comum ao sistema de méritos. Assim, os indivíduos se deixam sacrificar de modo voluntário com o propósito de honrar a cadeia multigeracional de obrigações e de dividas existenciais.


Em suma, este se torna o porta sintoma da sua família. E reedita na vida dele as questões que a familia não consegue enxergar ou resolver.


Texto: C. Sutter


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page