top of page
  • lacosescolatf

Holocausto brasileiro: Hospital Colônia de Barbacena- dica de documentário

O Hospital Colônia de Barbacena, outrora um refúgio da elite para os enfermos mentais, se tornou, a partir do Estado Novo, década de 1930, um símbolo de horror e abuso no Brasil. Além dos pacientes, crianças, portadoras de necessidades especiais, acabaram sendo enviadas ao Colônia.


A jornalista Daniela Arbex, autora do livro e documentário “Holocausto Brasileiro", entrevistou algumas crianças sobreviventes, hoje adultos.


Nos relatos, ela enfatiza uma peculiaridade na memória dessas pessoas. “É como se a memória afetiva tivesse congelado no momento do abandono, quando os pais os deixaram ali e nunca mais retornam.”


O Hospital Colônia de Barbacena, fundado em 1903, chegou a abrigar milhares de pacientes em condições precárias e desumanas.


No documentário, é destacada a forma indigna como o estado brasileiro e uma sociedade de cultura higienista contribuíram para a existência e manutenção de um espaço que não estava destinado a tratar e cuidar, mas a excluir os socialmente indesejáveis. Fossem por saúde mental, ou questões das mais diversas.


Ao longo de sua história, o hospital foi palco de negligência médica e religiosa, superlotação, violência e até mesmo torturas. Os pacientes eram frequentemente submetidos a eletrochoques sem anestesia, lobotomias, medicação em excesso e isolamento. A falta de higiene e alimentação adequada também contribuíram para a alta mortalidade no local (60 mil mortes em 80 anos).


O psiquiatra italiano Franco Basaglia, após sua visita ao Hospital Colônia de Barbacena (MG), disse “Estive hoje em um campo de concentração nazista. Em nenhum lugar do mundo, presenciei uma tragédia como esta”.


Daniela Arbex mantém a analogia com os campos de concentração organizados pelos nazistas, devido ao processo, em ambos os contextos, ter sido similar em muitos aspectos.


Uma triste constatação de que a maldade humana não tem fronteiras.


🎬 📗 Daniela Arbex: 

  • Livro "Holocausto Brasileiro" – Ed. Intrínseca

  • Documentário disponível na NETFLIX



0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page