top of page
  • lacosescolatf

Buddymoon e Familymoon - lua de mel acompanhada


Pesquisando por pacotes de Lua de Mel na internet, é possível encontrar modalidades que vão além da tradicional viagem a dois: o Buddymoon e o Familymoon, em que o casal viaja acompanhado de amigos ou família.

As alegações são que os noivos estão buscando por inovação, estender a duração da festa, tornar a viagem divertida em grande companhia.


Mas isso mudaria o sentido de uma ocasião tradicionalmente íntima?


O curioso é que o formato do momento pós-núpcias variou com o tempo na Grã-Bretanha. Enquanto, em 1535, Henrique VIII e Ana Bolena teriam passado mais de uma semana isolados em um castelo, o século XIX viu surgir o costume dos recém-casados viajarem para visitar parentes que não puderam comparecer à cerimônia. O "passeio nupcial" era, então, acompanhado por familiares e amigos. E assim foi até a década de 1860, quando o sentido da Lua de Mel cristalizou-se como uma exclusiva viagem do casal.


A Lua de Mel seria uma moldura romântica ao rito de passagem da mulher no matrimônio, quando esta tinha ingresso à vida sexual em sua noite de núpcias.


Nos dias atuais, e em muitas culturas, os jovens já vivem em intimidade com o parceiro. Portanto, a Lua de Mel, como afirmação de um “casulo erótico/romântico”, teria o mesmo sentido?

O ciclo de vida familiar representa as etapas de desenvolvimento na vida em família, sendo uma delas a do casamento. Ao se constituir uma nova família, a formação de uma parceria de intimidade requer que os parceiros mudem seu apego emocional primário dos pais e amigos para o relacionamento com seu companheiro. Esse parecer ser um outro sentido do ritual da Lua de Mel tal qual conhecemos.


Seria o Buddymoon ou o Familymoon, entre tantas tendências, demandas legítimas dos recém-casados por inovação, ou uma oferta comercial que amplia para muitos, de forma lucrativa, uma opção originalmente destinada a dois?


O que realmente representa a adesão a este modismo, no momento de afirmação do valor da intimidade de uma vida a dois? Algo a se pensar.


Pesquisa histórica:

historyofyesterday.com

victorian-era.org

historyextra.com

britannica.com

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page